sexta-feira, 11 de outubro de 2013

LER / DORT

O QUE É LER/DORT?

São siglas para Lesões por Esforço Repetitivo e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Traalho, englobam cerca de 3 doenças, como por exemplo: tendinite, tenossinovite e bursite.

PRINCIPAIS CAUSAS

Normalmente ocorre pelo excesso do uso do sistema músculo-esquelético, em atividade repetitivas, postura incorreta, excesso de peso, entre outras. E isso leva a diminuição de aporte sanguíneo, o que dificulta a irrigação dos músculos, tendões, nervos e articulações.

SINTOMAS

  • FASE 1: Dor, cansaço, parestesia, sensação de peso no local afetado que melhora com repouso;
  • FASE 2: A dor é mais persistente e é reversível se as condições de trabalho, assim permitir;
  • FASE 3: Dor intensa e incapacitante com edema.

FATORES QUE PREDISPÕEM O DESENVOLVIMENTO DA LER/DORT

Um péssimo ambiente de trabalho, falta de organização, mobiliário inadequado, atividades repetitivas, divisão errônea de tarefas, pressões em excesso no local de trabalho, sobrecarga, estresse, entre outros.

COMO PREVENIR?

Cuidando das questões ergonômicas. Pois, o objetivo é tornar o trabalho mais seguro e produtivo, por meios de análise dos aspectos que possam causar desconforto e propor modificações que tornem-o melhor. Cuidados com a postura, o mínimo de ruído exigido, boa iluminação, ventilação ideal, melhoram e muito a vida do trabalhador e são obrigações a serem cumpridas pelos empregadores.

CUIDADOS NA PREVENÇÃO

  • Se trabalhar sentado, evite torcer o seu corpo;
  • As coxas, ao sentar, devem estar totalmente apoiadas no acento e os pés apoiados no chão (melhora com apoios);
  • Evite ficar sem apoio para as costas, ao sentar;
  • Ao erguer peso, se abaixe flexionando os joelhos, evite de flexionar a coluna e se o objeto for pesado, traga-o junto ao corpo;
  • Quem trabalha muito em pé (como nós), ao ir descansar, sente-se um pouco para aliviar as pernas e os pés.

PERFIL DO ENFERMEIRO DO TRABALHO

Executa atividades relacionadas com o serviço de higiene, medicina e segurança do trabalho, integrando equipes de estudos, para propiciar a preservação da saúde e valorização do trabalhador.

ATRIBUIÇÕES DO ENFERMEIRO DO TRABALHO

    :
  • Estuda as condições de segurança e periculosidade da empresa, efetuando observações nos locais de trabalho e discutindo-as em equipe, para identificar as necessidades no campo de segurança, higiene e melhoria do trabalho;
  • elabora e executa planos e programas de promoção e proteção à saúde dos empregados, participando de grupos que realizam inquéritos sanitários, estudam as causas de absenteísmo, fazem levantamentos de doenças profissionais e lesões traumáticas, procedem a estudos epidemiológicos, coletam dados estatísticos de morbidade e mortalidade de trabalhadores, investigando possíveis relações com as atividades funcionais, para obter a continuidade operacional e o aumento da produtividade;
  • executa e avalia programas de prevenção de acidentes e de doenças profissionais e não profissionais, fazendo análise de fadiga, dos fatores de insalubridade, dos riscos e das condições de trabalho do menor e da mulher, para propiciar a preservação da integridade física e mental do trabalhador;
  • presta primeiros socorros no local de trabalho, em caso de acidente ou doença, fazendo curativos ou imobilizações especiais, administrando medicamentos e tratamentos e providenciando o posterior atendimento médico adequado, para atenuar consequências e proporcionar apoio e conforto ao paciente;
  • elabora e executa e avalia as atividades de assistência de enfermagem aos trabalhadores, proporcionando-lhes atendimento ambulatorial, no local de trabalho, controlando sinais vitais, aplicando medicamentos prescritos, curativos, inalações e testes, coletando material para exame laboratorial, vacinações e outros tratamentos, para reduzir o absenteísmo profissional;
  • organiza e administra o setor de enfermagem da empresa, prevendo pessoa e material necessários, treinando e supervisionando auxiliares de enfermagem adequado às necessidades de saúde do trabalhador;
  • treina trabalhadores, instruindo-os sobre o uso de roupas e material adequado ao tipo de trabalho, para reduzir a incidência de acidentes;
  • planeja e executa programas de educação sanitária, divulgando conhecimentos e estimulando a aquisição de hábitos sadios, para prevenir doenças profissionais e melhorar as condições de saúde do trabalhador;
  • registra dados estatísticos de acidentes e doenças profissionais, mantendo cadastros atualizados, a fim de preparar informes para subsídios processuais nos pedidos de indenização e orientar em problemas de prevenção de doenças profissionais.

FONTE: Subsecretaria de Vigilância, Fiscalização Sanitária e Controle de Zoonoses - Prefeitura do Rio de Janeiro

ANENT

Clique na foto Rio Enfermagem no Facebook ao final do "post" e faça parte do grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário