sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Manobra de Leopold

Conteúdo Uterino: Alinha o objetivo do método palpatório e visa ao reconhecimento do feto nele contido, sua apresentação e posição.

A manobra de Leopold é dividido em quatro tempos:

1º tempo: Delimitação do fundo do útero usando ambas as mãos para deprimir a parede abdominal com as bordas cubitais. As mãos ficam encurvadas, para melhor reconhecer o contorno do fundo do útero e a parte fetal que o ocupa. Havendo quantidade suficiente de líquido anota-se o "rechaço". Com um das mãos imprimir impulso ao pólo fetal que ao deslocar desaparece, esse chamamos de "rechaço simples". E ao invés de desaparecer ele volta ao a situação primitiva chamamos de "rechaço duplo".

2º tempo: Ao deslizar as mãos do fundo uterino para o pólo inferior tenta-se palpar o dorso fetal e os membros.

3º tempo: Conhecida como manobra de Leopold ou Pawlick, serve para explorar a mobilidade do pólo fetal que se apresenta em relação com o estreito superior do trajeto pélvico. Tenta-se apreender esse pólo fetal entre o polegar e o indicador da mão direita, imprimindo movimentos laterais para procurar precisar o grau de penetração da apresentação no quadril.

4º tempo: Com as extremidades dos dedos, palpa-se a pelve para tentar reconhecer o pólo cefálico ou o pélvico, e assim, determinar o tipo de apresentação do feto.

Fonte: Livro Obstetrícia Fundamental 11ª ed. Montenegro Rezende Filho. Editora: Guanabara Koogan

Clique na foto Rio Enfermagem no Facebook ao final do "post" e faça parte do grupo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário